Holístico

Meditação, qualidade de vida e redução de doenças

Vivemos em tempos onde tudo é corrido, o mundo capitalista diz que você precisa produzir, ganhar muito dinheiro, bater as metas, então, arrumamos tempo para tudo, mas, vivemos sem tempo para nós mesmos. Você já se pegou sem tempo para fazer atividade física, para descansar, relaxar, muitas vezes sem tempo para se cuidar, ir ao médico, ao salão de beleza, para jogar bola, correr e até mesmo dormir?

De acordo com dados do Ministério da Saúde (OMS), o perfil nacional da mortalidade modificou-se durante os últimos anos, evidenciando que atualmente as doenças do aparelho circulatório em associação com vida agitada nos grandes centros urbanos, sedentarismo, estresse e alimentação desregrada, estão em primeiro lugar no ranking, sendo as responsáveis pelo maior número de óbitos de indivíduos de ambos os sexos.

Essa correria toda, traz problemas físicos e emocionais, porque vivemos desconectados de nós mesmos, não vivemos no agora, com atenção plena no que estamos fazendo, a mente está sempre pensando em muitas coisas e criando problemas. A meditação é necessária para silenciar a mente e o corpo, trazer  paz e  harmonia, fazendo a reconexão com seu próprio ser, para você se ouvir.

Você se ouve? Você ouve seu coração? Sua intuição?

Através da meditação é possível reduzir significativamente os riscos de doenças, ansiedade, depressão, estresse, etc. Um dos maiores benefícios da atividade é promover o relaxamento físico, mental, emocional e metabólico. Durante a sessão, o organismo consome 17% menos oxigênio, o ritmo cardíaco diminui e as ondas cerebrais alcançam uma frequência lenta e benéfica. Isso significa que o organismo entra em um estado de repouso, baixando a ansiedade e favorecendo o sistema nervoso. Através da meditação, você irá se ouvir, ouvir seu coração e sua intuição, pois, é do coração que vem a intuição, que sabe exatamente o que é melhor para você, local onde não existe sofrimento.

A meditação também promove paz interior e abre os canais para que o indivíduo encontre o que há de mais profundo nele próprio, levando ao autoconhecimento. No livro “Transformando a Mente”, o líder espiritual Dalai Lama explica que a prática nos permite ter algum controle sobre pensamentos e emoções. Em vez de ficar correndo atrás disso ou daquilo sem concentrar a atenção, alcançamos a capacidade de voltar a mente para um objeto determinado e focamos nele, de acordo com nossa vontade.

Estudos comprovam que meditar é mais repousante do que dormir. Uma pessoa em estado de meditação consome seis vezes menos oxigênio do que quando está dormindo. Mas os efeitos para o cérebro vão mais longe: pessoas que meditam frequentemente têm uma diminuição na produção de adrenalina e cortisol, hormônios associados a distúrbios como ansiedade, déficit de atenção, hiperatividade e stress. E experimentam um aumento na produção de endorfinas, hormônio ligados à sensação de felicidade.

Vale a pena começar a prática!

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *